Logotipo Paróquia Armazém

Chamados a Escrever Páginas de Amor

Wednesday, August 14, 2019 | Pe. Auricélio Costa

A multidão acorreu a uma secção do Shopping Center mais famoso da cidade. Ali aconteceria a aguardada sessão de lançamento do mais novo livro de certo escritor, muito badalado nas rodas sociais. O título do livro: PÁGINAS ABERTAS.

Uma legião de fãs e profissionais da imprensa estava presente. Muitos curiosos também. Para surpresa de todos os que adquiriram o livro, não havia sequer uma frase escrita em suas alvas páginas. Inacreditavelmente, todas elas estavam em branco! 

Imediata e impulsivamente, algumas pessoas passaram a reclamar que seus livros estavam com defeito. E que isso não devia ter acontecido. Houve quem filmou a reação dos participantes e postou na internet a sua indignação. E, por sua vez, muitos internautas compartilharam e criaram posts de repúdio, até difamando os organizadores do evento. Alguém quis apelar para o Diretor do Shopping. Outro ligou para o pessoal do PROCON. Houve, ainda, quem em meio aquela balbúrdia, silenciosamente tentava compreender a situação. Um fã aproveitou a muvuca para pedir autógrafo.

O escritor, calado, acompanhava as reações do público. Por fim, pediu a palavra e explicou que não havia erro algum. E que, propositalmente, a obra não continha nada escrito. 

Ao ouvirem essas palavras, uns se revoltaram e até exigiram seu dinheiro de volta, acusando-o de charlatão. Mas, diversamente destes, outros leitores começaram a aplaudir o autor... e isso durou alguns minutos. Aos poucos, mais pessoas foram tendo a mesma atitude, percebendo a profundidade da mensagem. 

Então, alguns passaram a comentar que se tratava, de fato, de uma obra magnífica. E que a ousadia do autor permitiria aos “leitores” se aventurarem por caminhos profundos dentro de si mesmos; e que ele tinha sido muito sábio e original ao propor uma reflexão a partir daquelas páginas em branco... 

Então, os jornalistas começaram a disputar entrevistas com o famoso escritor. Houve até quem sugeriu que ele devesse receber prêmios literários!... O escritor, no entanto, limitou-se a sorrir, serenamente. Por fim, disse: “agora é com vocês”!

Nossa vida é um dom precioso. Desde sempre, Deus pensou em nós e sonhou sonhos de felicidade para cada ser humano. E nos consagrou como seus filhos amados. O profeta Jeremias recebeu esta revelação de Deus: “Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo, Eu te separei e te designei para a missão de profeta para as nações!” (Jer 1,15).

Também Isaías recebeu igual vocação: “Javé-Deus pronunciou o meu nome; Ele que me formou desde o ventre como seu servo, para que torne a reunir Israel a Ele! Meu Deus é a minha força.” (Is 49,1-5). E Deus lhe disse ainda mais: “Isso é muito pouco. Além de servo, farei de ti LUZ para as nações, para que a minha salvação chegue aos confins da terra” (v.6). 

Ao longo de nossa jornada, vamos construindo histórias e vivências. Em outras palavras, vamos escrevendo páginas do livro de nossa vida. É verdade que podemos preencher muitas páginas com histórias de dramas, tragédias, dores, murmurações, remorsos, sentimentos de vingança e de autodestruição, de revolta até com o próprio Deus ou com a Sua Igreja. Porém, não há como deixar de registrar os momentos de superação, as histórias de abnegação, amor ágape, de solidariedade e de afeto sincero. Quantas histórias de fé poderíamos narrar?

É pura gratuidade de Deus que estejamos aqui. Como atestou São Paulo: “Deus me separou desde o ventre de minha mãe e me chamou por Sua graça” (Gál 1,15). E ainda: “Eu, Paulo, chamado para ser Apóstolo, separado para o Evangelho de Deus” (Rm 1,1). O próprio Senhor explicou para Ananias: “Paulo é, para Mim, um instrumento escolhido” (Atos 9,15). 

É com esta consciência de vocacionados de Cristo que somos enviados à messe. Há um mundo inteiro que precisa conhecer Jesus e sua Mensagem. Os desafios são inúmeros; e, às vezes, parecem intransponíveis. Contudo, é preciso redescobrir-se AMADO, CHAMADO, VOCACIONADO e ENVIADO como MISSIONÁRIO! Afinal de contas, “Aquele que nos chamou é Fiel” (1Tes 5,4). E “mantém a Aliança e o Amor por mil gerações, em favor dos que O amam e observam Seus Mandamentos” (Dt 7,9).

Retomando aquela metáfora inicial, a nossa vida é como um livro de um Autor famoso que, por tanto nos amar, nos permite escrevermos nossas próprias histórias. Não deixemos páginas “em branco”. Não vivamos em vão! Deus tem um propósito de Amor para todos nós! Este Autor merece os nossos aplausos! E, lá no Céu, quando chegarmos, os Anjos farão festa conosco, porque nossos nomes estarão escritos no Livro da Vida (Lc 10,20)!

Mais Sugestões
Jornal Diocese em Foco
Santas Missões Populares
Vocações

Paróquia Armazém

- Endereço -
Praça Dois Corações, 80
88740-000 - Armazém/SC
paroquiasp@yahoo.com.br
Fone: (48) 3645-0142

© 2019 Copyright Paróquia Armazém - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento KleinCode | paxweb.com.br

© 2019 Copyright Paróquia Armazém
Todos os direitos reservados
KleinCode | paxweb.com.br